Bancários aprovam greve contra desativação de unidades do Banco do Brasil

Trabalhadores do Banco do Brasil ligados ao Sindicato dos Bancários de Dourados e região aprovaram uma greve de 24 horas na sexta-feira (29) em...

- 28/01/2021 11h38 | atualizado em 28 de janeiro de 2021 as 11h38

Trabalhadores do Banco do Brasil ligados ao Sindicato dos Bancários de Dourados e região aprovaram uma greve de 24 horas na sexta-feira (29) em protesto contra o plano da empresa de desativar unidades por todo o Brasil para gerar economia.

Segundo a entidade sindical, durante assembleia virtual realizada na segunda-feira (25), foram 89,19% votos a favor e 8,11% contra a paralisação. Houve 2,70% de abstenção.

Os sindicalistas queixam-se de plano já divulgado pelo Banco do Brasil de desativar 361 unidades em todo o país, com 112 agências, sete escritórios e 242 Postos de Atendimento, além do desligamento de 5 mil trabalhadores.

“O plano do banco prevê economia de R$ 353 milhões em 2021 e R$ 2,7 bilhões em 2022, conforme nota do Dieese. Acontece que a empresa obteve lucro líquido ajustado de R$ 10,189 bilhões apenas nos primeiros nove meses do ano passado.  Ou seja, quer economizar dinheiro às custas dos funcionários”, pontua o sindicato local.

Para a entidade sindical, esse plano “desconsidera totalmente os impactos na vida dos funcionários e da população, sobretudo, a mais carente, que vive em municípios distantes”.

 

Deixe uma resposta