Câncer de esôfago: não ignore os sinais.

O câncer de esôfago representa 2% de todos os tumores malignos. Mesmo sendo raro, está entre os tumores de crescimento mais rápido. Na maioria...

- 12/01/2024 9h13 | atualizado em 12 de janeiro de 2024 as 9h13

O câncer de esôfago representa 2% de todos os tumores malignos. Mesmo sendo raro, está entre os tumores de crescimento mais rápido. Na maioria das vezes, quando diagnosticado, já começou a espalhar células cancerosas para o resto do corpo.

A ‘estranha’ sensação de que alguma coisa está presa na garganta pode, afinal, ser um indício de câncer do esôfago, um dos tipos de tumores do sistema digestivo, como escreve o jornal Express.

Os problemas digestivos são frequentemente o primeiro sinal de câncer de esôfago, segundo o hospital John Hopkins, citado pelo Express. Já o consumo excessivo de álcool, o refluxo gástrico, tabagismo, esôfago de Barret, idade, obesidade, ser do sexo masculino e de raça negra são os principais fatores de risco conhecidos para o câncer do esôfago.

Eis outros sintomas a que, de acordo com a rede portuguesa de hospitais CUF, deve estar atento:

Dor ou dificuldade em engolir;

Perda de peso;

Regurgitação alimentar;

Dor no peito ou nas costas;

Tosse e/ou rouquidão prolongada;

Indigestão;

Sensação de queimadura.

Em caso de suspeita de câncer, deve consultar um gastrenterologista, um cirurgião geral ou em alternativa, um oncologista.

 

Por: Recôncavo News.

Deixe uma resposta